Pages

Subscribe

16 de jul de 2009

A VOZ DO SILÊNCIO


Pior do que a voz que cala é um silêncio que fala.

Simples, rápido! E quanta força!

Imediatamente me veio à cabeça situações
em que o silêncio me disse verdades terríveis,
pois você sabe, o silêncio não é dado a amenidades.
Um telefone mudo. Um e-mail que não chega.
Um encontro onde nenhum dos dois abre a boca.

Silêncios que falam sobre desinteresse,
esquecimento, recusas.

Quantas coisas são ditas na quietude,
depois de uma discussão.
O perdão não vem, nem um beijo,
nem uma gargalhada
para acabar com o clima de tensão.

Só ele permanece imutável,
o silêncio, a ante-sala do fim.

É mil vezes preferível uma voz que diga coisas
que a gente não quer ouvir,
pois ao menos as palavras que são ditas
indicam uma tentativa de entendimento.

Cordas vocais em funcionamento
articulam argumentos,
expõem suas queixas, jogam limpo.
Já o silêncio arquiteta planos
que não são compartilhados.
Quando nada é dito, nada fica combinado

Marta Medeiros

9 comentários:

tereza disse...

Ola Peregrina.
A frase:Cordas vocais em funcionamento...Adorei!

ESSÊNCIA ÓRION disse...

E não é a toa que a garganta é o portal de jade !

**Bya** disse...

E assim de algum lugar vem as ações...ela se libertam.

Peregrina da Luz disse...

Olhe que lindo: É mil vezes preferível uma voz que diga coisas que a gente não quer ouvir. Neste estado, existe a FALA e a PRESENÇA. Mas o famigerado silêncio, trás o desinteresse de tudo, e inicia a trajetória do FIM.
Martha Medeiros é simplesmente a melhor cronista brasileira. Paz e Luz!

Recanto da Astrologia disse...

Nada mais verdadeiro... o silêncio também vale mais que mil palavras ditas ao vento. Bjss no core.

Marcos Takata disse...

E o pior silêncio é a indiferença. Bijus

Lívia Luz disse...

Peregrina, que lindo texto! A indiferença é a morte total para os relacionamentos. Abraço

Norma Villares disse...

Este silêncio é retumbante. Marta tocou sensivelmente a alma. Paz e Luz para todos!

Chris disse...

Gostei da passar por aqui... parabéns
Chris

16 de jul de 2009

A VOZ DO SILÊNCIO


Pior do que a voz que cala é um silêncio que fala.

Simples, rápido! E quanta força!

Imediatamente me veio à cabeça situações
em que o silêncio me disse verdades terríveis,
pois você sabe, o silêncio não é dado a amenidades.
Um telefone mudo. Um e-mail que não chega.
Um encontro onde nenhum dos dois abre a boca.

Silêncios que falam sobre desinteresse,
esquecimento, recusas.

Quantas coisas são ditas na quietude,
depois de uma discussão.
O perdão não vem, nem um beijo,
nem uma gargalhada
para acabar com o clima de tensão.

Só ele permanece imutável,
o silêncio, a ante-sala do fim.

É mil vezes preferível uma voz que diga coisas
que a gente não quer ouvir,
pois ao menos as palavras que são ditas
indicam uma tentativa de entendimento.

Cordas vocais em funcionamento
articulam argumentos,
expõem suas queixas, jogam limpo.
Já o silêncio arquiteta planos
que não são compartilhados.
Quando nada é dito, nada fica combinado

Marta Medeiros

9 comentários:

tereza disse...

Ola Peregrina.
A frase:Cordas vocais em funcionamento...Adorei!

ESSÊNCIA ÓRION disse...

E não é a toa que a garganta é o portal de jade !

**Bya** disse...

E assim de algum lugar vem as ações...ela se libertam.

Peregrina da Luz disse...

Olhe que lindo: É mil vezes preferível uma voz que diga coisas que a gente não quer ouvir. Neste estado, existe a FALA e a PRESENÇA. Mas o famigerado silêncio, trás o desinteresse de tudo, e inicia a trajetória do FIM.
Martha Medeiros é simplesmente a melhor cronista brasileira. Paz e Luz!

Recanto da Astrologia disse...

Nada mais verdadeiro... o silêncio também vale mais que mil palavras ditas ao vento. Bjss no core.

Marcos Takata disse...

E o pior silêncio é a indiferença. Bijus

Lívia Luz disse...

Peregrina, que lindo texto! A indiferença é a morte total para os relacionamentos. Abraço

Norma Villares disse...

Este silêncio é retumbante. Marta tocou sensivelmente a alma. Paz e Luz para todos!

Chris disse...

Gostei da passar por aqui... parabéns
Chris